top of page
PeFrancoa(1).png

Homilia Domingo(05/03/2023) - 2º Semana da Quaresma | Ano A

Domingo, 05/03/2023 - Mt 17,1-9

Discretamente luminosos


O rosto de Cristo brilhou como o sol e suas roupas ficaram brancas como a luz (Mt 17,2). Não era a primeira vez que este fenômeno acontecera. Treze séculos antes de Cristo, depois que Moisés esteve com Deus na montanha sagrada, ele recebeu os mandamentos do Senhor. Precisamente neste contexto, a presença de Deus era tão intensa na vida de Moisés que o seu rosto brilhava, resplandecia. O rosto de Moisés brilhava tanto que os israelitas tinham medo de se aproximar dele. A solução que Moisés encontrou foi colocar um véu sobre sua face, tirando-o quando ia encontrar-se com Deus. Deste fato, surge o costume segundo o qual até hoje os bispos católicos retiram a mitra e o solidéu quando estão na presença de Deus, durante a oração eucarística, mas retiram estes mesmos paramentos em outros momentos.


Temos que estar na presença de Deus, a tal ponto que o nosso rosto brilhe e as nossas vestes iluminem-se. As pessoas não precisam ter medo de nós, como no caso de Moisés, mas precisam entender, de alguma maneira, que estão diante de pessoas que têm algo sobrenatural em suas vidas, ainda que esteja coberto pelo véu da humildade. E, contudo, mesmo velados e discretos, um pouco desta luz nos escapará e outros virão até nós. Certamente não andaremos por aí alardeando a nossa intimidade com o Senhor, mas tampouco vamos conseguir fazer com que não se note. As vestes iluminadas do batismo e o esplendor da glória de Deus manifestam-se através de nós pela nossa vida em graça. Cuide para viver sempre na graça de Deus. Primeiro aspecto deste cuidado: procurar não viver em pecado mortal, de jeito nenhum; caso aconteça, confesse-se logo para receber o perdão do Senhor!


Pe. Françoá Costa

Instagram: @padrefcosta

1 visualização0 comentário

Commenti


Home

bottom of page