top of page
PeFrancoa(1).png

Homilia Domingo(19/03/2023) - 4º Semana da Quaresma | Ano A

Domingo, 19/03/2023 - Jo 9,1-41

Cruz de Epifania


Hoje Jesus cura um cego de nascença, do qual os discípulos começaram por pensar mal. Certamente, não por maldade, mas por costume. Isto é, o bom judeu pensava que, se alguém tivesse um defeito como a cegueira desde o nascimento, a explicação era porque havia algum pecado cuja consequência seria determinado castigo. E, no entanto, para a surpresa deles: “Nem ele nem seus pais pecaram, mas é para que nele sejam manifestas as obras de Deus” (Jo 9,3). A Cruz é “epifania”, isto é, “manifestativa”, reveladora. Jesus está mostrando um novo significado para a dor, para o sofrimento e para as privações: Deus pode ser glorificado através destas coisas. Efetivamente, os sofrimentos de Jesus serão a nossa salvação quando chegar o momento oportuno.


Será que nós entendemos que a cruz também é manifestação da glória de Deus? A pergunta é importante porque há pessoas que confundem bênçãos de Deus com prosperidades o tempo todo, mas, ao contrário do que se pensa, Jesus nos abençoa com a sua cruz. Na cruz está a benção, tanto nos momentos de bonança quanto nos de tribulações. Na Igreja, quando o sacerdote diz “Abençoe-vos Deus todo-poderoso Pai e Filho e Espírito Santo”, traça sobre nós o sinal da Cruz, que é a vitória de Jesus crucificado e ressuscitado pela nossa salvação. Aconselho que você tenha este livro aberto diante de você: a Cruz do Salvador. Se você começar a ler todos os acontecimentos na benção da Cruz, tudo ganhará um sentido novo e você estará sempre contente, mesmo que tenha que enfrentar algumas situações verdadeiramente difíceis.


Pe. Françoá Costa

Instagram: @padrefcosta

5 visualizações0 comentário

Comments


Home

bottom of page