top of page
PeFrancoa(1).png

Homilia Quarta(30/11/22) I Semana do Advento | Ano A

Quarta-feira, 30/11/2022 - Mt 4,18-22

Santo André e o ecumenismo


Segundo Mateus, os primeiros quatro discípulos foram Pedro e seu irmão André, Tiago e seu irmão João (Mt 4,18-22). Os primeiros escritores cristãos afirmaram que Santo André evangelizou as regiões que hoje correspondem à atual Romênia, Ucrânia e Rússia. Os católicos egípcios também lhe têm grande admiração e devoção. Conta uma antiga tradição que o apóstolo santo André terminou sua vida martirizado em uma cruz em forma de “X”, à qual acrescentam-se as seguintes palavras: ““Salve Santa Cruz, tão desejada, tão amada! Tira-me do meio dos homens e entrega-me ao meu Mestre e Senhor, para que eu, de ti, receba O que por ti me salvou!”


Já que os chamados “ortodoxos”, que se separam da Igreja Católica em 1054, têm uma grande devoção a Santo André, podemos alimentar a esperança de que, pela intercessão deste santo Apóstolo, que nós veneramos e que é irmão de São Pedro, possa dar-se a plena comunhão dos ortodoxos com a Igreja de Cristo, isto é, a Católica. Os ortodoxos têm todos os sacramentos válidos e amam Jesus Cristo e sua Mãe bendita, infelizmente se deixaram corromper em seu amor ao Papa e na sua doutrina sobre a indissolubilidade do matrimônio; são, porém, nossos irmãos separados mais velhos e merecem uma especial atenção, máxime porque eles mantêm quase toda a integridade da fé católica. Postos a fazer ecumenismo, façamo-lo em primeiro lugar com os ortodoxos, pois são-nos bem mais próximos que os protestantes.


Pe. Françoá Costa

Instagram: @padrefcosta

3 visualizações0 comentário

Comments


Home

bottom of page