top of page
PeFrancoa(1).png

Homilia Sábado(04/03/2023) - 1º Semana da Quaresma | Ano A

Sábado, 04/03/2023 - Mt 5,43-48

Perfeição e vertigem


Amo este versículo: “sede perfeitos como o vosso Pai celestial é perfeito” (Mt 5,48) e ao mesmo tempo estas palavras causam vertigem na minha alma. Certa vez, estando em Barcelona, fomos a uma antiga praça de touros, já naquele então transformada em Shopping, que, por sinal, é bem peculiar porque é toda de vidro e com vários andares, igualmente de vidro! O problema é que quando você caminha no segundo andar por cima do vidro, muito facilmente perde o equilíbrio. Mas eu, na minha confiança em mim mesmo, disse: “não acontece nada, vamos lá!” Pegamos o elevador – de vidro – e chegamos ao terceiro andar, igualmente vítreo. Saímos. Dei um passo, dois, três... e não conseguia dar mais nenhum passo: travei! Mas a tal ponto que os meus amigos tiveram que me reconduzir ao elevador para que descesse e continuasse o nosso passeio.


Isso é vertigem! Subir muito alto e na insegurança do vidro... dá isso! Vertigem! Mt 5,48 causa um não sei quê de insegurança para nós. Parece que ao subir a Deus através da oração, a nossa alma vai ficando transparente como o vidro e... vertigem! Acho que, no fundo, a gente não quer subir tanto assim, pois, se tivermos um conhecimento mais profundo de nós mesmos e do próprio Deus, então, teremos que mudar coisas na nossa vida e isso nem sempre resulta agradável. Isso mesmo, a oração nos ajuda não somente a conhecer a Deus e sua vontade, mas a conhecer também a nós e a nossa vontade. Contudo Deus nos convida a subir através das alturas e na transparência que a oração oferece. Que você seja perfeito como o Pai celestial (Mt 5,48).


Pe. Françoá Costa

Instagram: @padrefcosta

5 visualizações0 comentário

Comments


Home

bottom of page