top of page
PeFrancoa(1).png

Homilia Sexta(02/06/23) - 8º Semana do Tempo Comum - A - Homilias diárias. F

Sexta-feira, 02/06/2023 - Mc 11,11-26

Pode amaldiçoar?


Jesus pode amaldiçoar? De fato amaldiçoou a figueira: “ninguém jamais coma do teu fruto” (Mc 11,14). Os discípulos entenderam que se tratava de uma maldição: “Rabi, olha a figueira que amaldiçoaste: secou” (Mc 11,21). Assim como abençoar é “bene-dicere”, dizer bem; amaldiçoar é “male dicere”, dizer mal. Certamente Jesus “disse mal” daquela árvore, uma vez que é tão própria de uma figueira dar figos. É como se eu dissesse, “homem, nunca mais ande sobre duas pernas!” Isto seria, seguramente, uma maldição.


É verdade, bênçãos e maldições existem. Jesus e os seus servidores podem, principalmente, abençoar, mas também podem amaldiçoar. No caso de Jesus, vê-se que a maldição lançada sobre a figueira foi para instruir os Apóstolos sobre a importância de dar frutos para o Reino dos céus, mas também sobre o poder que ele lhes estava dando paulatinamente. No caso dos sacerdotes, ministros do Senhor, a maldição só pode ser aplicada em casos gravíssimos, onde esteja em jogo a glória de Deus, o bem da Igreja e outras realidades semelhantes. Não se pode amaldiçoar por qualquer coisinha. Os sacerdotes são ministros da benção de Deus, existem para acolher e colocar as pessoas no caminho da salvação, não para amaldiçoá-las; somente em último caso, a maldição poderá entrará como uma exortação em ato e, sempre, visando a salvação das almas.


Pe. Françoá Costa

Instagram: @padrefcosta

4 visualizações0 comentário

Comments


Home

bottom of page