top of page
PeFrancoa(1).png

Homilia Terça(26/09/23) - 25º Semana do Tempo Comum - A - Homilias diárias. F

Terça-feira da 25ª semana do Tempo Comum - 26/09/2023 - Lc 8,19-21


Que sejamos bons irmãos de Jesus


Alguns disseram a Jesus: “Tua mãe e teus irmãos estão lá fora, querendo te ver” (Lc 8,20). Jesus teve outros irmãos? Caso a resposta fosse afirmativa, Maria teria tido outros filhos. Mas isso não pode ser! Nesse caso, a Bíblia Ave-Maria traz uma boa explicação no seu índice doutrinal: “São indicados: Tiago, José, Judas, Simão: Mc 6,3. Não se trata, porém, de irmãos no sentido estrito, filhos dos mesmos pais. Os evangelistas afirmam que Jesus foi o filho único da Virgem Maria: Mc 6,3; Jo 19,26ss. Nem há motivo para supor que São José tivesse outros filhos de um matrimônio anterior. Por outro lado, a palavra “primo” não existe nem no hebraico nem no aramaico. Os “irmãos de Jesus” tinham outra mãe que não Maria Santíssima. São Mateus em 27,56 menciona, entre as mulheres presentes à crucificação de Cristo, Maria, mãe de Tiago e José. Essa Maria é esposa de Cléofas, conforme Jo 19,25. Provavelmente se trata de uma irmã de Maria, mãe de Jesus. Portanto, Maria e seu esposo Cléofas eram os pais de Tiago e de José. Eles tinham ainda outro filho por nome Judas, que em sua epístola se diz irmão de Tiago. Esse Tiago só pode ser filho de Cléofas, pois o outro Tiago era irmão de São João Evangelista, que era filho de Zebedeu. Resta Simão. Egesipo o dá também como filho de Cléofas. Não constam seus pais. Tenha-se em conta que Nossa Senhora é chamada “mãe de Jesus” e nunca “mãe dos irmãos de Jesus”. Se Maria tivesse outro filho, Jesus não a teria confiado a João, filho de Zebedeu. A família de Nazaré aparece apenas com três pessoas: Jesus, Maria e José. Aos doze anos, Jesus vai ao templo exclusivamente com Maria e José”.


Ainda que se trate de uma exegese complexa, é válida! Maria só teve um Filho: Jesus Cristo. Ela é a Virgem-Mãe! Você e eu também somos irmãos de Jesus, mas não somos filhos biológicos de Nossa Senhora. O bom de tudo isso é sermos filhos espirituais da Santíssima Virgem. Ela sofreu para ter-nos espiritualmente, pois, até os dias de hoje, continuamos com as nossas rebeldias, que não são infrequentes. Que sejamos bons irmãos de Jesus e filhos de Nossa Senhora.

Pe. Françoá Costa

Instagram: @padrefcosta

0 visualização0 comentário

Comments


Home

bottom of page